Pular para o conteúdo principal

Morte de David Bowie desmascara farsa do "Espiritismo" brasileiro


Os "espíritas" brasileiros são carregados de um excessivo otimismo. Acreditam na evolução incondicional dos mundos e pensam estar em tempos mais evoluídos, quando a realidade mostra exatamente o contrário.

Isso se dá pela falta de estudo e de análise, resultante da transformação do "Espiritismo" em uma igreja de fé cega, onde ideias tolas e crenças absurdas encontram o seu confortável domicílio, fazendo com que fiéis acreditem em qualquer mentira dita por suas "confiáveis" lideranças, comodamente divinizadas.

Creem os fiéis "espíritas" que entramos em fase de "regeneração" e que maioria esmagadora dos jovens a reencarnar são espíritos evoluídos com missão de alavancar a evolução intelectual e moral da Terra. A prática mostra o oposto e que a Terra na verdade acaba de concluir a transferência do estágio de primitivo para o de provas e expiações. Ou seja, somente agora tornamos de fato um planeta e provas e expiações, contrariando os otimistas que pensavam que entramos na fase de regeneração, sem sinal de quando irá começar.

Uma das provas disso é que o nascimento de crianças "evoluídas" ainda é uma minoria esmagada (e sua maioria acontece fora do "país mais evoluídos segundo os 'espíritas', o Brasil") e estão morrendo muitos espíritos com sinais avançados de evolução intelectual. Estes rumando para planetas mais evoluídos enquanto a Terra continua a receber espíritos bem atrasados.

Anteontem faleceu uma das mentes mais evoluídas do planeta, o cantor e compositor David Bowie. Um homem que foi sinônimo de modernidade, criatividade e progresso intelectual. Com a mais absoluta certeza ele não voltará mais para a Terra, tendo agora que reencarnar em mundos mais evoluídos, adequados à sua evolução. Bowie estava a frende de seu próprio tempo e do nivel de evolução predominante na Terra. Ele sim, necessita agora de mundos mais evoluídos para continuar sua trajetória, não tendo mais o que fazer na medíocre esfera terrestre.

Do contrário que certas lideranças "espíritas" que todos malandramente pensam ter encerrado a obrigação de reencarnar. Por enganar a todos, "lideres" como Chico Xavier retornaram a Terra para desenvolver a sensatez e descartar de vez a fé cega que e inerente a sua personalidade.

Esquecem os "espíritas" brasileiros que o intelecto e indispensável para a evolução espiritual. Mas como brasileiros têm o hábito de desprezar tudo aquilo que se refere a intelectualidade, para eles a bondade (em sua forma estereotipada e paliativa) já basta para definir alguém como "superior". Um erro gravíssimo cometido com insistência.

Muitos intelectuais deixaram este mundo de forma precoce, não raramente sem completar as suas missões. É ingênuo acreditar que estamos na vanguarda da evolução espiritual. Tudo que se fala no "Espiritismo" brasileiro é de uma asneira ímpar que só faz sentido para mentes sem o discernimento desenvolvido, iludidas pelo falso prestígio das lideranças "espíritas" formadas por gente que erra tanto ou mais do que eu e você.

E fica aqui a recomendação: as músicas de David Bowie trazem muito mais lições de vida que quaisquer obras de Chico Xavier, cujo conteúdo não passa de um engodo já visto e revisto em vários livros de auto-ajuda que vendem por aí. Descartem as tolices igrejistas de Chico Xavier e ouçam a verdadeira sabedoria de David Bowie. Vão se espiritualizar muito melhor.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os diversos tipos de espíritas

De fato, o Espiritismo não possui divisões. Ou pelo menos não deveria ter. Mas como os estudos de Kardec não foram continuados e em seu lugar apareceu a fé cega de um religiosismo irresponsável, muitas linhas acabaram surgindo, já que cada espírita ou pseudo-espírita entendeu de defender seu ponto de vista pessoal, sem usar o raciocínio para analisar friamente os pontos da doutrina. Resultado: vários tipos de "espíritas" começaram a aparecer, cada um com seu interesse próprio.
Listo aqui os tipos de espíritas e pseudo-espíritas que existem com base no que observei. Cada tipo é seguido por um comentário meu. Antes que gere qualquer polêmica, eu repito: é com base em observações que eu fiz. Apesar de eu ter usado a lógica para definir cada uma, pode aparecer alguém que discorde. Que cada um faça a sua lista. Agora, vamos a minha lista.
Espírita Original, Espírita Verdadeiro ou Espírita Kardecista - São os espíritas originais ou verdadeiros, fiéis às obras da codificação e que pr…

Robson Pinheiro exalou ódio onde deveria haver amor

Há um lema nas religiões cristãs que pede para não julgar. Robson Pinheiro, médium que escreveu vários livros de relativo sucesso, resolveu ignorar esta máxima e escreveu livros que demonstram um ódio irresponsável anti-esquerda acusando de criminosos, sem análise, sem provas e sem ouvir o outro lado, políticos democráticos, mas alheios a suas convicções pessoais, numa atitude de fazer Jesus de Nazaré ficar com imensa vergonha.
Após escrever o verdadeiro lixo literário O Partido, na tentativa de "jogar na conta dos espíritos" a mentira infelizmente difundida e repetida, nos moldes do nazista Goebbels, que criminaliza os integrantes do Partido dos Trabalhadores e aliados. Este livro já foi o suficiente para dar a sua "contribuição divina" para estragar a reputação da esquerda e Pinheiro quis mais. Escreveu outro que sugere que o Foro de São Paulo, grupo que reúne os esquerdistas do estado, seja uma máfia. 
Robson Pinheiro, além de demonstrar completo desconheciment…

Adversários tradicionais e críticos recíprocos uns dos outros, "espíritas" e neo-pentecostais se unem na onda de ódio conservador

Um fenômeno interessante acontece no Brasil de hoje. Dois grupos religiosos conservadores, mas que se acostumaram a criticar um ao outro, resolveram se unir, sem assumir nem perceber, sob o mesmo ponto de vista equivocado nesta triste onda de ódio neo-conservador. Bom lembrar que ambos se consideram "do bem" e falam "em nome do amor".
Tanto os espíritas (de Allan Kardec), os "espíritas" (de Chico Xavier) e os neo-pentecostais e alguns evangélicos em geral, assumiram uma postura altamente preconceituosa contra pessoas que defendem ideais progressistas e uma maior justiça social. 
Não raramente agem de forma agressiva, lançam mão de calúnias e difamações e demonstram indispostos a qualquer foma de diálogo, acusando seus opositores sob o mais repugnante falso testemunho, provando que dependendo dos interesses, as lições de Jesus, mestre de ambas as tendências, podem ser literalmente jogadas no lixo.
Para legitimar sua agressividade ignorante, resultante da …