Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2015

O adiamento da felicidade

(Clique na imagem para vê-la maior)
Todas as religiões apostam no adiamento da felicidade, embora vivam dizendo que todos os seres merecem ser felizes. Mas a felicidade é sempre adiada, uma espécie de "prêmio" que só será conquistado em tempos futuros, em muitos casos até remotos.
O Espiritolicismo, forma deturpada de Espiritismo praticada no Brasil não é diferente. Contaminada por muitos erros enxertados de outras crenças, sobretudo a Igreja católica, a estranha seita que constrói seu repertório "orientada" por verdadeiros mafiosos do além-túmulo como "André Luiz" e Emmanuel, tinha mesmo que copiar este defeito de outras religiões, mas adaptando um pouquinho às suas características peculiares.
E para piorar, o adiamento é ainda mais longo que o das outras religiões, pois a felicidade fica guardada para outras vidas e muito comumente para uma reencarnação não consecutiva ("na próxima vida você ainda vai sofrer, desgraçado!"). A felicidade momentâne…

"Espíritas" colocam a Bíblia acima dos livros de Kardec e ignoram obra básica

Apesar de se assumirem como "espíritas", de se rotularem como "kardecistas" e de falarem em nome do "Espiritismo", o que se observa no Brasil é uma outra filosofia, muito diferente da de Kardec. O que os brasileiros conhecem como "Espiritismo" se tornou uma seita confusa, tão alienada quanto outras crenças, que usa a ciência somente para autenticar as sandices embutidas nelas e que apesar de fingir romper com o religiosismo católico, faz justamente o contrário, aproveitando ao máximo o que for de interessante na santa igreja dos padres.
O "Espiritismo" brasileiro, que de tão catolizado podemos chama-lo de Espiritolicismo, ou simplesmente de Igreja Espírita, fala muito em Kardec, cita o nome dele aos quatro cantos. Mas utilizar as obras escritas pelo professor francês, que é bom, nada. Kardec virou uma espécie de cartório, um meio de autenticar o confuso sincretismo que é colocado como enxerto em algo que deveria ser científico e racio…

Questionamentos sobre a pintura mediúnica

O Espiritolicismo, forma deturpada do Espiritismo, praticada com insistência no Brasil, gosta de priorizar faculdades mediúnicas que possam gerar renda financeira. Argumentam que é para a caridade, mas as transformações sociais que deveriam vir dela são tão pífias que nos leva a crer que o objetivo mesmo é enriquecer com essas atividades, já que se pode mexer com dinheiro de forma bem escondida, sem que ninguém perceba.
Uma das facildades mais curiosas é a psico-pictografia ou simplesmente "pintura mediúnica". É quando um médium recebe o espírito de um pintor e começa a pintar quadros que servem de mensagens que o espírito gostaria de dizer. Lindo, maravilhoso, mas nem sempre verdadeiro.
Para os espiritólicos, basta um espírito dizer "eu sou fulano" para que médiuns e seguidores o aceitem como tal. Adeptos da fé cega (que eles criminosamente chamam de raciocinada) e avessos a pesquisas aprofundadas, preferem aceitar a identificação imediata do espírito sem imaginar q…

Estamos sem uma ciência

Pelo que verifiquei após ler as obras de Allan Kardec, a intenção dele e dos espíritos que participaram das pesquisas que resultou nas obras da chamada codificação seria a de criar uma ciência que estudasse o "mundo" espiritual e formas de matéria desconhecidas pelos terrenos e as múltiplas dimensões do universo. 
Mas graças ao Espiritolicismo, ficou arraigada a ideia de que o Espiritismo era uma religião. Tão arraigado, que até mesmo os combatentes das deturpações colocadas pelo Espiritolicismo preferem não romper totalmente da ideia do Espiritismo como uma religião (no sentido de seita, igreja), desviando totalmente o foco e paralisando os estudos mais aprofundados.
E como é que ficamos? Já que o Espiritismo prefere ficar ocupado em "desenvolver o amor nos corações" e outras coisas que não são da competência de filosofias científicas, que tipo de disciplina herdaria a função de estudar os espíritos, os diferentes estados da matéria e as dimensões do espaço?
Sou leig…

Os "espíritas" brasileiros só retomarão as bases de Kardec se eliminarem os seus dogmas mais absurdos

As discussões que estão havendo nas redes sociais, pedindo para que os "espíritas" brasileiros (que seguem a linha de Chico Xavier, embora se auto-rotulem de "kardecistas") estudem melhor Kardec e retomem os pontos originais da doutrina, estão rendendo repercussão.
Os "espíritas" brasileiros, que adoram usar o nome de Kardec como Flâmula, mas detestam o cientificismo do professor lionês, preferindo o Catolicismo medieval reencarnacionista de Chico Xavier, que exige muito menos esforço para ser compreendido, estão confusos e sem saber o que fazer. Ao mesmo tempo que não querem largar a zona de conforto de suas crenças, os "espíritas brasileiros não querem deixar de se auto-rotular de "kardecistas" (soa desonesto assumir publicamente o desprezo ao mestre de Lyon).
É conveniente para qualquer religião, permitir a fata de lógica. Havendo contradições, usa-se a desculpa de "mistério da fé" ou na versão chiquista, "compreensão após a…