Pular para o conteúdo principal

O perigo da adesão "espírita" ao golpe

Ontem publicamos um texto que afirma que finalmente os "espíritas" brasileiros assumiram sua adesão direitista. Acostumados a sempre estar do lado do poder vigente, sentiram "segurança" no governo Temer e resolveram apoiá-lo, transformando o patético 13 de março de 2016 em um marco.

Na citada data, uma espécie de reedição da famosa Marcha da Família com Deus pela Liberdade (da elite), bon-vivants e seus apoiadores,todos desinformados sobre política e fatos históricos, exigiram a saída de um partido trabalhista do governo em clima de carnaval, com patos gigantes e muitos trios-elétricos e personagens patéticos que agiam como animadores dessa plateia. 

Muitos carregaram faixas que faziam falsas denúncias com conteúdo surreal como pior exemplo as teses de que "os petistas tinham criado o mosquito da dengue como arma biológica" e "trazido o Estado Islâmico para o Brasil", além de outras asneiras do gênero. Tudo para tirar apenas um partido do poder, sob o pretexto de combater a corrupção e colocar os corruptos de direita no lugar. É o anti-comunismo disfarçado de "desejo pela democracia". Uma democracia paga com preços caros, feita prioritariamente para ricos, é bom afirmar.

Desinformados acreditam na aprovação espiritual ao golpe

E eis que os golpistas ganham um apoio importante: dos "espíritas" brasileiros. Isso não é bom para o país, pois para quem acredita na versão deturpada da doutrina, a "espiritualidade superior" aprova o golpe e legitima a ganância, já que este costume de querer ter mais do que os outros é a base ideológica dos partidos, pessoas e instituições que hoje tomam o poder. E nem adianta negociar: Temer e todos seus apoiadores sempre vão querer mais e mais e o povo que se vire para obter o mínimo de sustento e dignidade.

Claro que sabemos que a espiritualidade superior não apoia esse golpe. No minimo são espíritos de velhos macartistas influenciando mentalmente os seus afins. Acontece que temos uma elite que além de ignorante, é fanaticamente religiosa. Raciocina pouco e acredita mais. Só que para essa elite, a sabedoria vem da fé e não da razão. E confiar em estereótipos de bondade (que não raramente entra em contradição com o verdadeiro altruísmo) tem sido o modus-operandi dessa elite, cujas lideranças ocultas são formadas pelos homens mais ricos instalados no país.

É uma elite irresponsável, que gosta de impor suas convicções pessoais. Ignoram que o que está em jogo nessa mudança de poder é basicamente o petróleo situado na camada de pré-sal, raiz do desejo de tirar os petistas do poder. O governo Temer pretende entregar o pré-sal para exploração estrangeira e há um documento, sob responsabilidade de José Serra, atual ministro das Relações Exteriores, que entrega a posse da Petrobrás à empresa americana Chevron, só esperando para ser oficialmente assinado. Pensaram que o governo Temer queria combater a corrupção, hein?

Os "espíritas" já começam a argumentar que este caos político vai preparar o Brasil para a sua evolução  e liderança, confirmando a falsa profecia de seu líder máximo, o direitista de formação católica Francisco Cândido Xavier, que sempre defendeu que torturas e censuras iriam construir um "reino de amor e paz". Mas os fatos vão mostrar o contrário.

Ricos mais ricos e pobres mais pobres

O Brasil está prestes a entrar em uma crise gigantesca e interminável. Os mais ricos do país vão "fechar a torneira" para preservar seus patrimônios e padrões de vida. A indigência promete aumentar. Valores intelectuais serão aniquilados e substituídos pro dogmas religiosos. Professores não poderão mais ensinar, se limitando a preparar alunos para o mercado de trabalho, mas com a noção de realidade típica de um beato irracional. 

E as coisas podem piorar. Verdadeiros picaretas desprovidos de altruísmo e sensatez irão guiar as rédeas da sociedade. A Constituição Federal poderá mudar, eliminando conquistas sociais. Pessoas cujo perfil ideológico e estilo de vida entrem em choque com o dogmatismo cristão serão prejudicadas, não raramente como vítimas de violência, esta legitimada sob o argumento de "defesa da honra e dos valores do bem". Enfim um pesadelo a transformar a realidade cotidiana e possivelmente matar muita gente.

Para quem acha que isso que digo é exagero, é bom pensar melhor. Conhecendo o perfil ideológico de quem tomou o poder através do governo Temer, sabemos que há muita gente gananciosa que não mede escrúpulos para tirar do caminho os que atrapalham seus planos de expansão de poder e de acúmulo de bens. Mesmo que algo seja feito para impedir que os extremistas entrem em ação, é bom estarmos atentos, pois existe afinidade ideológica entre eles e setores integrantes do governo golpista.

A adesão de "espíritas" a este governo prova que no Brasil eles não estão compromissados com o lema "fora da caridade não há salvação". Majoritariamente formada por pessoas ricas e bem instruídas (embora nada inteligentes) a versão deturpada da doutrina coloca a sua cabeça na guilhotina para se auto-destruir indignamente. Ficou difícil para "espíritas" esconderem as suas verdadeiras intenções, disfarçadas de falso altruísmo.

É um verdadeiro tiro no pé que desmascara o caráter elitista dos "espíritas" brasileiros que sempre acreditaram que sopinhas, agasalhos, orações e cantigas de amor seriam muito melhores que oferecer dignidade e qualidade de vida para os mais carentes. Uma noção errada de caridade que mantém toda a raiz dos problemas intacta e que hoje se revela através da adesão a ideologias do mal que pretende na verdade entregar a dignidade para a mãos dos poucos que concentram a maior parte da riqueza de nosso país. 

Nunca os "espíritas", eternos farsantes, foram tão equivocados. O Brasil sofrerá na mão deles.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os diversos tipos de espíritas

De fato, o Espiritismo não possui divisões. Ou pelo menos não deveria ter. Mas como os estudos de Kardec não foram continuados e em seu lugar apareceu a fé cega de um religiosismo irresponsável, muitas linhas acabaram surgindo, já que cada espírita ou pseudo-espírita entendeu de defender seu ponto de vista pessoal, sem usar o raciocínio para analisar friamente os pontos da doutrina. Resultado: vários tipos de "espíritas" começaram a aparecer, cada um com seu interesse próprio.
Listo aqui os tipos de espíritas e pseudo-espíritas que existem com base no que observei. Cada tipo é seguido por um comentário meu. Antes que gere qualquer polêmica, eu repito: é com base em observações que eu fiz. Apesar de eu ter usado a lógica para definir cada uma, pode aparecer alguém que discorde. Que cada um faça a sua lista. Agora, vamos a minha lista.
Espírita Original, Espírita Verdadeiro ou Espírita Kardecista - São os espíritas originais ou verdadeiros, fiéis às obras da codificação e que pr…

Robson Pinheiro exalou ódio onde deveria haver amor

Há um lema nas religiões cristãs que pede para não julgar. Robson Pinheiro, médium que escreveu vários livros de relativo sucesso, resolveu ignorar esta máxima e escreveu livros que demonstram um ódio irresponsável anti-esquerda acusando de criminosos, sem análise, sem provas e sem ouvir o outro lado, políticos democráticos, mas alheios a suas convicções pessoais, numa atitude de fazer Jesus de Nazaré ficar com imensa vergonha.
Após escrever o verdadeiro lixo literário O Partido, na tentativa de "jogar na conta dos espíritos" a mentira infelizmente difundida e repetida, nos moldes do nazista Goebbels, que criminaliza os integrantes do Partido dos Trabalhadores e aliados. Este livro já foi o suficiente para dar a sua "contribuição divina" para estragar a reputação da esquerda e Pinheiro quis mais. Escreveu outro que sugere que o Foro de São Paulo, grupo que reúne os esquerdistas do estado, seja uma máfia. 
Robson Pinheiro, além de demonstrar completo desconheciment…

Adversários tradicionais e críticos recíprocos uns dos outros, "espíritas" e neo-pentecostais se unem na onda de ódio conservador

Um fenômeno interessante acontece no Brasil de hoje. Dois grupos religiosos conservadores, mas que se acostumaram a criticar um ao outro, resolveram se unir, sem assumir nem perceber, sob o mesmo ponto de vista equivocado nesta triste onda de ódio neo-conservador. Bom lembrar que ambos se consideram "do bem" e falam "em nome do amor".
Tanto os espíritas (de Allan Kardec), os "espíritas" (de Chico Xavier) e os neo-pentecostais e alguns evangélicos em geral, assumiram uma postura altamente preconceituosa contra pessoas que defendem ideais progressistas e uma maior justiça social. 
Não raramente agem de forma agressiva, lançam mão de calúnias e difamações e demonstram indispostos a qualquer foma de diálogo, acusando seus opositores sob o mais repugnante falso testemunho, provando que dependendo dos interesses, as lições de Jesus, mestre de ambas as tendências, podem ser literalmente jogadas no lixo.
Para legitimar sua agressividade ignorante, resultante da …