Pular para o conteúdo principal

"Espiritismo" brasileiro assume sua guinada à direita

1964: Acontece a manifestação político-religiosa de direita chamada "Marcha da Família com Deus pela Liberdade", com a participação da elite direitista, incluindo setores empresariais e religiosos, entre eles a Federação "Espírita" brasileira.

1971: Em entrevista para o talk show Pinga Fogo, Chico Xavier declara apoio irrestrito à ditadura militar na sua pior fase, alegando que ditadores e torturadores estavam "trabalhando para a construção de um reino de amor e de paz".

Contrariando o que diz a doutrina original ("fora da caridade não há salvação") codificada por Allan Kardec e as diretrizes sugeridas pelo livro Socialismo e Espiritismo, de Leon Denis, o "Espiritismo" brasileiro, uma doutrina de elite que defende a Teologia do Sofrimento, acaba definitivamente de assumir sua opção direitista, se colocando como apoiador da Bancada da Bíblia, liderada por cristãos conservadores desejosos de impor seus dogmas para a realidade cotidiana.

Os fatos que sugerem a inclinação atual dos "espíritas" para a direita

Três episódios ocorridos nesta semana comprovam a opção da FEB e de setores afins ao Capitalismo e a ideais da mais retrógrada direita:

- O lançamento do livro O Partido, de Robson Pinheiro, tido como "sucessor de Divaldo Franco" pelos seus adeptos. De conteúdo claramente direitista, o livro, além de "glorificar" a data de 13 de março, onde aconteceu os protestos anti-PT (e pró-corruptos de direita), tira o sarro de estereótipos da esquerda com o autor fantasiado de "Che Guevara" e uma falsa psicografia atribuída ao trabalhista Getúlio Vargas, que certamente seria contra esse golpe instalado pela direita.

- O Correio "Espírita", jornal de linha chiquista/divaldista de Niterói, sem mencionar a mesma data, embora a deixe sub-entendida (há foto do citado evento), considera  o súbito interesse político dos jovens,  como "avanço" e "prova" do dogma que defende a entrada da "fase de regeneração", sem destacar que este interesse é apoiado por um parcialismo elitista, pela ignorância histórica e política que os faz acreditar em falsos mitos políticos equivocados, somados ao ódio anti-esquerda construído com base em boatos e no desconhecimento do que são de fato as ideologias progressistas.

- A revista Veja, a mais caluniadora e difamatória mídia anti-esquerda, mostra em sua capa, de forma "positiva" a "luta" do médium charlatão João de Deus pela cura do câncer que curiosamente não foi feita com os próprios poderes, sob a desculpa esfarrapada de que "o barbeiro não corta o próprio cabelo" numa "lição" tipicamente chiquista, já que o modelo para "espíritas" brasileiros será sempre Francisco Cândido Xavier, o maior mentiroso de todos os tempos.

Estes três episódios foram entendidos por nossa equipe como uma discreta forma de assumir a opção direitista, embora sabemos que é costume dos "espíritas" brasileiros estar do lado sempre dos governos vigentes. Os "espíritas" demoraram em assumir a sua posição talvez  por achar que o governo Temer estivesse ainda ameaçado de não se estabilizar.

Mas a confiança no empresariado que possui todas as condições financeiras para subornar tudo e todos para que as coisas aconteçam como as elites desejam, e na mídia unilateral que defende esta mesma elite através de boatos lançados e espalhados por telejornais tendenciosos, fez com que os "espíritas" confirmassem seu apoio aos políticos e militantes de direita.


Ricos como "reencarnação de altruístas" e pobres "reencarnação de sanguinários"

Até porque, entusiastas da ideia maniqueísta de que as elites são os "beneficiados pela bondade praticada em vidas passadas" e os pobres "vilões sanguinários que voltaram para sofrer", desenvolvem um senso conservador disfarçado de "moderno" que faz desenvolver um elitismo egoísta e ganancioso que é justificado pela falsa noção de "justiça divina" que defendem.

Para os "espíritas" o que acontece no mundo é "justo" e nada pode ser mudado porque "faz parte da trajetória natural do planeta" imposta pela lendária liderança antropomórfica conhecida como "Deus". Mas cometem a contradição de classificar como "evoluído e avançado" um mundo onde o bem estar é reservado apenas para uma minoria privilegiada, algo que entra em violenta contradição com as diretrizes de caridade propostas pelo codificador.

Mas foi ótimo o "Espiritismo" brasileiro ter assumido a sua real posição. Deturpadores da doutrina, que distorceram muitos pontos a ponto de transformar o que seria uma ciência em uma igreja dogmática, acabaram também deturpando toda a percepção de realidade, acreditando que uma elite cada vez mais burra, gananciosa, egoísta e interesseira irá conduzir o planeta para a evolução, às custas do sofrimento das classes menos favorecidas, abandonadas eternamente pela crescente incapacidade humana de se comover pelo sofrimento alheio.

Não estamos evoluindo. E o "Espiritismo" brasileiro acaba de dar a sua forte contribuição para que o planeta permaneça em seu atraso espiritual, legitimando a ganância e a corrida sangrenta pelos lucros e poder materiais, destruindo de uma vez por todas a dignidade de pessoas mais necessitadas. Como é possível evoluir com gente tão ignorante e gananciosa conduzindo as nossas vidas?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os diversos tipos de espíritas

De fato, o Espiritismo não possui divisões. Ou pelo menos não deveria ter. Mas como os estudos de Kardec não foram continuados e em seu lugar apareceu a fé cega de um religiosismo irresponsável, muitas linhas acabaram surgindo, já que cada espírita ou pseudo-espírita entendeu de defender seu ponto de vista pessoal, sem usar o raciocínio para analisar friamente os pontos da doutrina. Resultado: vários tipos de "espíritas" começaram a aparecer, cada um com seu interesse próprio.
Listo aqui os tipos de espíritas e pseudo-espíritas que existem com base no que observei. Cada tipo é seguido por um comentário meu. Antes que gere qualquer polêmica, eu repito: é com base em observações que eu fiz. Apesar de eu ter usado a lógica para definir cada uma, pode aparecer alguém que discorde. Que cada um faça a sua lista. Agora, vamos a minha lista.
Espírita Original, Espírita Verdadeiro ou Espírita Kardecista - São os espíritas originais ou verdadeiros, fiéis às obras da codificação e que pr…

Robson Pinheiro exalou ódio onde deveria haver amor

Há um lema nas religiões cristãs que pede para não julgar. Robson Pinheiro, médium que escreveu vários livros de relativo sucesso, resolveu ignorar esta máxima e escreveu livros que demonstram um ódio irresponsável anti-esquerda acusando de criminosos, sem análise, sem provas e sem ouvir o outro lado, políticos democráticos, mas alheios a suas convicções pessoais, numa atitude de fazer Jesus de Nazaré ficar com imensa vergonha.
Após escrever o verdadeiro lixo literário O Partido, na tentativa de "jogar na conta dos espíritos" a mentira infelizmente difundida e repetida, nos moldes do nazista Goebbels, que criminaliza os integrantes do Partido dos Trabalhadores e aliados. Este livro já foi o suficiente para dar a sua "contribuição divina" para estragar a reputação da esquerda e Pinheiro quis mais. Escreveu outro que sugere que o Foro de São Paulo, grupo que reúne os esquerdistas do estado, seja uma máfia. 
Robson Pinheiro, além de demonstrar completo desconheciment…

Adversários tradicionais e críticos recíprocos uns dos outros, "espíritas" e neo-pentecostais se unem na onda de ódio conservador

Um fenômeno interessante acontece no Brasil de hoje. Dois grupos religiosos conservadores, mas que se acostumaram a criticar um ao outro, resolveram se unir, sem assumir nem perceber, sob o mesmo ponto de vista equivocado nesta triste onda de ódio neo-conservador. Bom lembrar que ambos se consideram "do bem" e falam "em nome do amor".
Tanto os espíritas (de Allan Kardec), os "espíritas" (de Chico Xavier) e os neo-pentecostais e alguns evangélicos em geral, assumiram uma postura altamente preconceituosa contra pessoas que defendem ideais progressistas e uma maior justiça social. 
Não raramente agem de forma agressiva, lançam mão de calúnias e difamações e demonstram indispostos a qualquer foma de diálogo, acusando seus opositores sob o mais repugnante falso testemunho, provando que dependendo dos interesses, as lições de Jesus, mestre de ambas as tendências, podem ser literalmente jogadas no lixo.
Para legitimar sua agressividade ignorante, resultante da …