Pular para o conteúdo principal

A (i)lógica de Data Limite

Graças a o prestígio dado a Chico Xavier, médium ingênuo transformado em semi-deus pela FEB e pelos seus seguidores, um simples sonho, igual aos que qualquer mortal sonharia, foi transformado e profecia, mesmo sendo sem pé nem cabeça, já que na prática não vemos indícios de que ela será cumprida.

Trocando em miúdos, a profecia se resume no seguinte: com o objetivo de evoluir espiritualmente a humanidade, o planeta Terra passará por cataclismos que destruirão - vejam só - a parte evoluída do planeta e preservarão a parte atrasada, principalmente o Brasil, que será transformada em potência mundial.

Essa previsão, que contradiz o que diz a Gênese (Chico era Kardec, hein? Tolinhos...), que não fala em cataclismos e que diz que a evolução será lenta e gradual (deixa para daqui a 1000 anos...), fala que uma naçãozinha onde mais de 90% dos habitantes tem um certo nível de ignorância e que não consegue resolver os problemas mais simples, vivendo em um atraso crônico, irá liderar o mundo.

O mais grave é que segundo a "previsão" de Chico Xavier, a Escandinávia, parte onde se observa, pelas suas características, viver a população mais evoluída do planeta, vai desaparecer. Olhem a lógica: para "evoluir a humanidade" (objetivo claro da suposta profecia), deve se eliminar a parte evoluída e entregar o comando dessa "evolução à nação mais atrasada do planeta. Não sei se eu rio ou se eu choro com essa asneira contraditória.

Isso mesmo: Chico Xavier, o "homem mais bondoso da Terra", quer que os escandinavos se explodam para que os atrasados do Brasil, burros e insensíveis, governem o mundo rumo a uma suposta evolução espiritual. 

Eu pergunto: como vão evoluir dessa forma? E o Brasil, que não consegue resolver os problemas mais simples de seu cotidiano, como liderará a Terra? Sinceramente, se a "tal profecia" se cumprir, podem ter uma certeza: será um desastre. Teremos que aprender tudo de novo, pois sem as nações realmente desenvolvidas intelectualmente, ficaremos sem referenciais para nos evoluir de fato.

Segundo o site Dossiê Espírita, o que poderá acontecer se a profecia for cumprida é que poderemos ter uma nova Idade Média, mas com o Brasil transformado em um novo Império Romano (existente na fase histórica anterior, Idade Antiga) a impor sua ignorância e intolerância para as outras nações que sobrarem, tão atrasadas quanto o próprio Brasil. Esse país que nem mesmo na economia é totalmente próspero, pois grande maioria de suas empresas pertence (graças a índole submissa do povo brasileiro as nações desenvolvidas) a empresários de nações que irão sumir, segundo a forjada profecia.

Portanto para nós, essa suposta profecia de Chico Xavier é uma verdadeira bobagem. Totalmente sem sentido lógico. Transformar um mero sonho em profecia é forçar a barra para que a forjada divindade de Chico Xavier, seja consagrada. Lembrando que Xavier era um cara que não sabia nada sobre coisa nenhuma, mas era muito esperto, oportunista e bastante sedutor.

Não haverá cataclismos e se for necessária a evolução espiritual, a parte evoluída do planeta será preservada. Faz mais sentido eliminar o Brasil, que dá sinais claros de evidente e insolúvel atraso. Ou do contrário, admitamos: estamos muito longe de evoluir a humanidade, coerentemente com Kardec que garantiu que a evolução seria lenta e gradual.

Desistam dessa bobagem de "Data Limite"! Esqueçam Chico Xavier! A sua suposta "bondade máxima" não foi capaz de eliminar todas as injustiças, problemas e danos que insistem em manter em nosso país, além de perpetuar o fanatismo religioso que transformou um mero cidadão mineiro em "tutor absoluto da humanidade", fazendo com que qualquer tolice dita seja tratada como lei e ordem. O futuro promete ser muito melhor que diz o seu sonho encantado transformado em "profecia".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Conheça os diversos tipos de espíritas

De fato, o Espiritismo não possui divisões. Ou pelo menos não deveria ter. Mas como os estudos de Kardec não foram continuados e em seu lugar apareceu a fé cega de um religiosismo irresponsável, muitas linhas acabaram surgindo, já que cada espírita ou pseudo-espírita entendeu de defender seu ponto de vista pessoal, sem usar o raciocínio para analisar friamente os pontos da doutrina. Resultado: vários tipos de "espíritas" começaram a aparecer, cada um com seu interesse próprio.
Listo aqui os tipos de espíritas e pseudo-espíritas que existem com base no que observei. Cada tipo é seguido por um comentário meu. Antes que gere qualquer polêmica, eu repito: é com base em observações que eu fiz. Apesar de eu ter usado a lógica para definir cada uma, pode aparecer alguém que discorde. Que cada um faça a sua lista. Agora, vamos a minha lista.
Espírita Original, Espírita Verdadeiro ou Espírita Kardecista - São os espíritas originais ou verdadeiros, fiéis às obras da codificação e que pr…

Robson Pinheiro exalou ódio onde deveria haver amor

Há um lema nas religiões cristãs que pede para não julgar. Robson Pinheiro, médium que escreveu vários livros de relativo sucesso, resolveu ignorar esta máxima e escreveu livros que demonstram um ódio irresponsável anti-esquerda acusando de criminosos, sem análise, sem provas e sem ouvir o outro lado, políticos democráticos, mas alheios a suas convicções pessoais, numa atitude de fazer Jesus de Nazaré ficar com imensa vergonha.
Após escrever o verdadeiro lixo literário O Partido, na tentativa de "jogar na conta dos espíritos" a mentira infelizmente difundida e repetida, nos moldes do nazista Goebbels, que criminaliza os integrantes do Partido dos Trabalhadores e aliados. Este livro já foi o suficiente para dar a sua "contribuição divina" para estragar a reputação da esquerda e Pinheiro quis mais. Escreveu outro que sugere que o Foro de São Paulo, grupo que reúne os esquerdistas do estado, seja uma máfia. 
Robson Pinheiro, além de demonstrar completo desconheciment…

Adversários tradicionais e críticos recíprocos uns dos outros, "espíritas" e neo-pentecostais se unem na onda de ódio conservador

Um fenômeno interessante acontece no Brasil de hoje. Dois grupos religiosos conservadores, mas que se acostumaram a criticar um ao outro, resolveram se unir, sem assumir nem perceber, sob o mesmo ponto de vista equivocado nesta triste onda de ódio neo-conservador. Bom lembrar que ambos se consideram "do bem" e falam "em nome do amor".
Tanto os espíritas (de Allan Kardec), os "espíritas" (de Chico Xavier) e os neo-pentecostais e alguns evangélicos em geral, assumiram uma postura altamente preconceituosa contra pessoas que defendem ideais progressistas e uma maior justiça social. 
Não raramente agem de forma agressiva, lançam mão de calúnias e difamações e demonstram indispostos a qualquer foma de diálogo, acusando seus opositores sob o mais repugnante falso testemunho, provando que dependendo dos interesses, as lições de Jesus, mestre de ambas as tendências, podem ser literalmente jogadas no lixo.
Para legitimar sua agressividade ignorante, resultante da …